quinta-feira, 27 de julho de 2006

Não sei

Meu coração está doendo.
Quer dizer, nem sei se dói, porque, na boa, nem consigo definir o que sinto.
Ah, tem uma coisa sim que sei definir: o sentimento de culpa por estar sentindo tudo isto sem ter uma razão plausível ao restante da população.
Só sei dizer que é como se eu estivesse quebrada, rasgada, deixado de funcionar...
Até comercial de margarina me comove, o Chaves seria capaz de me fazer chorar.
Tudo está me fazendo chorar. Mas pior mesmo são as horas (quase o dia todo) em que tenho que engolir o choro e fingir para todo mundo que está tudo bem.
Mas não está não.
Queria neste momento não ter que existir, porque viver está dando muito trabalho.
Não tenho mais condições físicas de agüentar esta carga pesada que só eu sinto e nem ao menos tem motivos óbvios.
Não consigo agüentar mais nada, nem um compromisso desmarcado.
Estou estragando tudo.
Mas não é justo fazer com que convivam com um fardo como o meu.
Só queria que tudo desse certo.
Acho que nunca serei feliz se não estiver triste.

Nenhum comentário: