quinta-feira, 5 de julho de 2007

...

Sei lá mas, sabe quando se sente tanta coisa que tudo pára e parece que não se está sentindo nada? Não. Nem eu. Ou, talvez seja o contrário, talvez não esteja sentindo nada procurando um evitar sentir...

Ao mesmo tempo que sinto não sentir nada, sinto minha alma se revirando num turbilhão de sentimentos que deveriam ser sentidos... E vira apatia. Nem dor, nem sorriso. Apenas um viver, como se fosse obrigação, mas, que não é ruim...

Acho que  a fase boa neutraliza o que deveria provocar a fase ruim. Ou, a "fase ruim", deveria ter vindo mesmo nesta hora... A hora em que os ansíolitos e antidepressivos dominam meus neurotransmissores.

É, estou bem.

5 comentários:

Osimar Medeiros disse...

Eu só noto as fases boas quando estou nas ruins. E quando estou nas ruins penso que são boas.
Me empresta teu remédio ?
Beijuca.

Priscila Pires disse...

aiaiai
complexo isso neh??? esse viver por viver...me soa bastante familiar.
estah bem mesmo???

Sir DoRego disse...

fases são sempre fases...e o importante é termos conscinencia disto..pois só assim elas passam...as ruins e as boas...mas como são fazes aproveitemos mais as boas...e as ruins aprendemos...para deixarmos que cada vez mais elas demorem para reaparecer...por que como já disse fases são fases...

Carolina disse...

Fases assim são boas, pra quando as fases boas de verdade chegar podermos dar um valor amior à elas!

Beijos ;***

Priscila Pires disse...

Carlinhaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
aparece criatura!!!
saudades doce! bjosss