sábado, 24 de março de 2007

Algumas considerações...

Ficar sem escrever não configura abandono de blog, definitivamente. Sumir por uns tempos significa ter que aprender a dividir os dias com outras coisas, como um livro que estou lendo há duas semanas (isto é um recorde), o trabalho, a casa e os amigos...

Estes últimos, finalmente, estou conseguindo colocar em dia, as visitas e atenção há tempos devida - antigamente era a correria da vida com jornada tripla (dona de casa, trabalhadora e estudante) com os rompantes de depressão. Hoje já está marcado para me encontrar com mais uma... Porém tudo isto, significa menos tempo navegando na internet. Mas também, o dia está com um sol tão lindo lá fora!

Sinto que preciso registrar os momentos de felicidade sublimes que estou vivendo... Ao mesmo tempo em que exercíto (com enorme força de vontade e competência) a prática do pensamento positivo, pois estou numa fase tão boa, que até aqueles pensamentos que por vezes ocorrem com quem está feliz, que estes momentos sempre precedem uma tragédia, mantenho à distância... Acontece que pela primeira vez, com trinta anos, acho que finalmente está na hora de ser feliz.

Plantei demais... (Não o suficiente, ainda não morri).

Não abandonarei planos de estudo, casamento... Acho que isto é o que nos ajuda a crescer: sempre correr atrás de mais. Imagina se nos acomodássemos? Agora já me formei, arrumei um emprego e só vou curtir... Não, não comigo.

Talvez até seja um pouco de egoísmo e prepotência, mas creio que ainda poderei mais, se eu nunca desistir.

E meu trabalho novo está tão bom! Acabei meio que inserida, sem querer mas querendo, em um emprego na minha área, mas onde poderei exercer de forma quase que direta em ações sociais de moradias populares. É um trabalho bonito, três sistemas de mutirão em andamento, em parceria com a Caixa e o governo federal... Outra hora conto mais, porque agora quero ler todos os blogs atrasados e que eu tanto adoro.

E por fim, uma última pergunta: alguém pode explicar o que leva um ser a comprar, e usar quase que todos os dias da semana, com quase todas as roupas que tem, um sapato deste, adorar e não enjoar?


A propósito, antes que falem mal, este sapato é meu, e ele brilha!

Nenhum comentário: